Ad | Maxi Dresses Guide w/Stylewe

20:47 Suse 8 Comments


Este post foi escrito pela loja Stylewe e desta vez será apenas em inglês. No fundo é um pequeno guia sobre como usar vestidos até aos pés.
Não me atirem pedras, no próximo post voltaremos à programação normal (que é basicamente eu sem dar notícias dias a fio e aparecer aqui com fotos aleatórias!).

How to Wear Your Maxi Dress – White maxi dress

Want to have a new look? Why not wear a maxi dress? Do not allow its almost gaudy size fool you, maxi gowns could make either superb casual or formal dresses creating them one of the most versatile pieces of clothing you can actually purchase. With the best add-ons and style, you can look just as brilliant as any Hollywood starlet. Take an opportunity you’re your personal gown now! Here is some tips on how to put on your white maxi dress:
* Maxi accessories- Since you are putting on a maxi dress, your accessories should be “maxi-sized” too. Big accessories go with big gowns making you seem like fab and glam! Go with giant bracelets, large hoops in your arms and wrists and a long, intricate necklace around your neck. A pair of gaudy sunglasses will do the trick and putting on a large, tasteful sun hat. You’ll keep the sun out from your eyes and seem like great too! You also can tie a long, multi-colored scary around your mind in case you do not wish to put on a hat. Cover your hair with it like a giant hairband and wear the excess down the back of your neck. Wearing a belt just below your chest or in your waist keeps you from searching boxy. An oversized handbag or purse will total your gorgeous outfit, even large tote bags ought to work just as well. Maxi gowns need to be the biggest, most eye-pooping accessories and will turn you into an LA celebrity!
Shoes- For your feet, strappy sandals perform best particularly if they have large decoration. You can pair your maxi dress with closed flats too but commonly sandals perform best. If your dress reaches just above your ankles, you can put on cute flip flops. Longer maxis prom dresses need to be sandals with wedges or heels. Select the heels that will make you glimpse particularly glamorous and feminine; you do not hope to seem frumpy and sort of like a witch!
-If you are short, you can still make that maxi prom gowns go well along with you! For all those who are afraid of drowning in the sea of fabric, choose a apparel that is more form-fitting and does not hang as loose. Get the gown that clings for your body figure instead of one that is dropping away of it. Wrap a belt around your waist to cut your apparel into sections to avoid searching like a tent. A v neckline maxi dress is best for slim girls. Keep away from types with large, horizontal patterns.
-For plus size women. Halter or thick straps maxi dresses are fantastic for ladies with big bust sizes. When selecting between dresses with bigger or tiny prints, go with the bigger ones given that they will complement your figure better. Lighter colored dresses can be the best too. Again, V-necks and types that cling closely to your shape are the ideal selection for maxi dresses. Light coloured white maxi dress with floral designs are becoming extremely popular in online stores especially. They can double up for daytime wear too!
What are you waiting for? Wear your white maxi dress tonight whether or not you are going to a fancy restaurant, seeing a movie or going to the game. You can by no means go wrong with a maxi dress.

8 comentários:

OOTD | Blue is the warmest colour

19:45 Suse 20 Comments


Claro que assim que fotografei numa parede azul lembrei-me do filme fantástico do título do post! Conversas sobre filmes à parte, só faltava mostrar-vos um par de brincos lindos que a Born Pretty Store me enviou e, por isso, lá agarrei eu no pobre do meu namorado e pedi-lhe para que me tirasse meia dúzia de fotos (que nunca são só meia dúzia shhh). Sou péssima a fotografar brincos e, por isso, nestas fotos eles quase nem se conseguem ver mas enfim! Acho que dá para perceber como são tão fofinhos! Eu acho-os mesmo lindos e são diferentes de tudo o que costumo comprar, porque não arrisco muito com cores em acessórios. Estes têm só um pequeno apontamento rosa e acho que faz toda a diferença!

EN:

I took this photos in a blue wall and I immediately remembered the amazing movie of the title of this post! But the movie isn't what I am here to talk you about, I'm here to show you a pair of beautiful earrings that Born Pretty Store sent me. I'm always so bad at shooting earrings, so in most of these photos you can't barely see them, but anyway, I think you can still tell how cute they are!
They are so beautiful and unique. They are unlike anything I usually buy, I don't know why but I never choose accessories with colors other than golden or silver. This ones only have a small pink detail and I think that makes all the difference!










Earrings- HERE

Para 10% de desconto na Born Pretty Store podem usar este código: DKKT10
For 10% off at Born Pretty Store you can use this code: DKKT10

20 comentários:

Daquelas desilusões

16:02 Suse 11 Comments


Assim que saiu colecção de Outono/Inverno fiquei de olho neste bomber da H&M:

Como é uma grande moda e eu não tenho nenhum achei que podia ser uma boa opção. Ok, é um bocado fora da minha zona de conforto e aquele rosa podia ficar-me pindérico, mas achei-o tão fofo que já imaginava mil conjuntos com ele. Só estava à espera de juntar uns trocos (como se ele custasse um balúrdio mas pronto, coisa de gente pobre) para o levar comigo e sermos felizes para sempre!

Entretanto, o tempo foi passando e decidi-me finalmente a ir buscá-lo. Já que estava no shopping aproveitei e fui logo toda lançada à loja! Só pensava que era uma sorte se houvesse o meu tamanho, já que a roupa da H&M em mim veste grande e ele tem ares de ser um modelo um bocadinho oversized.

Assim que cheguei vi que havia o 34, que era o mais pequenino, deitei-lhe imediatamente as mãos, vesti-o, fui a correr para o espelho... e ficava gigante! Fazia-me mesmo parecer minúscula no meio de tanto tecido extra

Mas que raio, já não é a primeira vez que isto me acontece com esta marca. Serei eu pequena de mais para os tamanhos de lá ou também já aconteceu com vocês?

O meu coração partiu-se ali. Porque me fazes isto H&M Maria?!

11 comentários:

OOTD | What are you searching for?

19:19 Suse 15 Comments


Pensavam que já vos tinha mostrado tudo da minha adorada Born Pretty Store?! É claro que não. Faltava mostrar-vos a minha choker e estes anéis que escolhi também (e uns brincos que ficam para um próximo post). Fiquei super contente com a choker, com a maioria delas tenho que pedir à minha mãe, que é mais habilidosa, que me as tente arranjar para não me ficarem super largas no pescoço e esta nem precisou de emenda nenhuma, fiquei tão contente! Vou mandar vir mais umas quantas, me aguardem!

Os anéis também são de boa qualidade, alguns que não são ajustáveis e, por isso, ficam-me um bocadinho largos, mas eu também tenho dedos finos, acredito que em dedos "normais" assentem bem. As fotos já têm há algum tempo mas só agora vos consegui mostrar. Foram tiradas pelo David Sineiro mas quem editou para despachar o post fui eu, por isso não estão tão bem como era suposto! De qualquer das formas, espero que gostem!

EN:

I still have some items from Born Pretty store to show you guys. I have this amazing choker and these ring set that I'm obsessed with. I'm super happy with the choker necklace, most of the ones I buy I have to ask my mother to try to fix them to make them smaller around my neck, but with this one it didn't need any work to fit me properly, I was so glad! I will definitely order some more!

The rings are also good, some are not adjustable and so they get a little big on me, but I also have super thin fingers, I believe that in "normal" fingers they will fit perfectly. The photos have been taken some time ago by my friend and photographer David Sineiro but I edited them, so they are not as good as they was supposed to!
Anyway, I hope you enjoy!










Choker Necklace- HERE
Rings- HERE
Para um código de 10% de desconto na loja Born Pretty usem o código DKKT10
For 10% off on Born Pretty Store you can use this code: DKKT10

15 comentários:

Your mind is playing tricks on you my dear

20:16 Suse 12 Comments


Dizem que descrever o sentimento de amor é complicado, mas tenho para mim que o de depressão é igualmente desafiante. Nunca consegui escrever sobre o primeiro e gostava de não ter conhecimento de causa para falar do segundo... mas tenho. E hoje precisei de escrever isto, como se fosse uma espécie de terapia. Para terem noção, é de madrugada e estou com a mesma música em loop enquanto procuro as melhores palavras para me explicar. Ao escrever sobre temas como estes, parece que nos exigem que sejamos quase poéticos e que se descreva tudo de forma bonita. Lamento que daqui não levem textos bonitos, mas sempre ficam com uma ideia da minha realidade, sem floreados.

Quem já viveu com depressão ou ansiedade poderá eventualmente identificar-se com este post, ou então não, Que somos todos diferentes e estas coisas não se manifestam necessariamente da mesma maneira. Então, afinal, como é que era comigo, quando estava deprimida?

Todos os dias, quando acordava, a primeira coisa que fazia era obrigar-me a dormir mais. Só o simples facto de abrir os olhos e sentir que tinha despertado deixava-me com uma dor imensa, não era física mas garanto que custava mais que bater com o dedo mindinho num canto de um móvel. Sentia uma pressão no peito como se o meu coração me estivesse a tentar rasgar a pele para fugir de dentro de mim para bem longe. Tinha um desânimo do tamanho do mundo. Na verdade, quase que me sentia desiludida por ter acordado. E era assim, embrulhada em lençóis e em más sensações, que me virava para o lado e tentava voltar ao sono, por o máximo de tempo que conseguisse. Dormir sempre foi o meu escape ao longo dos anos para não pensar em problemas, assim que adormecia não sentia nada, não lidava com nada.

Quando finalmente acordava de vez, era um acordar triste para uma vida vazia, sem objectivos. Uma vida tão pesada só pelo simples facto de existir. Sentia-me desfeita, em pedaços e, era assim que me levantava e aceitava que o meu cérebro, agora totalmente acordado, não me desse mais um minuto de descanso. Vivia uma ditadura na minha cabeça. Tinha os mesmo pensamentos non stop, absorta nas piores emoções. Estava completamente centrada em mim mesma e em tudo de mau que era a minha vida, sem capacidade de ver alegria em nada, nem nas mais pequenas coisas, sem conseguir pensar num futuro que não fosse ainda pior que o presente. Mesmo a sorrir, mesmo a fotografar para o blog, mesmo rodeada de pessoas, os meus pensamentos não me davam tréguas. Sentia-me presa, encurralada, numa pressão constante. Mas pressão de quê, porquê? Nem eu entendia na altura. Sentia que tinha que estar bem, que tinha que mudar o rumo das coisas, mas todos os dias eram iguais. Não me conseguia desligar do sentimento de ansiedade que pulsava no meu corpo a um ritmo tão acelerado como o do meu coração. Limitava-me a existir e, mesmo nisso, estava a fazer um péssimo trabalho. Sentia que o estado em que eu estava me ia matando aos poucos. De facto, um dos poucos pensamentos que me dava tranquilidade, era saber que podia morrer a qualquer altura, por qualquer acaso do destino, e que assim acabavam os meus dias de tristeza, de vaguear pela casa, escondida do mundo inteiro e, principalmente, de mim mesma. Deixei de me reconhecer. Perdi apetite, perdi peso, perdi cabelo, perdi a minha essência. Não conseguia parar de me perguntar: porquê? Como é que era possível já ter lidado com problemas bem mais graves e como, no que me pareceu ter sido de repente, tinha chegado àquele estado?

Não me interpretem mal, sempre tive gente preocupada e atenta do meu lado, mas obviamente, sentia-me a pessoa mais sozinha à face da terra. Não queria tomar medicação porque achava que conseguia lidar com tudo sem isso, acreditava que isso era aceitar que era fraca e que não sabia encarar os problemas. Mas cheguei a um ponto em que não aguentei mais. Acabei por levantar as receitas de antidepressivos e, com eles conseguia, algumas vezes, no que parecia quase um milagre, ter alguma positividade e calma. Não conseguia sair de casa sem levar, pelo menos, um comigo na mala, para me sentir mais tranquila, porque entretanto eu já tinha lidado com os maiores ataques de ansiedade de sempre em público. Desde agorafobia, a taquicardia e ainda a, pura e simplesmente, chorar, do nada. E eu que sempre preferi ficar com o maior nó na garganta a deixar que me vissem chorar, vi-me a perder o controlo das minhas emoções. Mesmo com a ajuda dos calmantes, eu estava num constante estado de ansiedade. Sentia-me como uma bomba relógio que podia explodir a qualquer altura, em qualquer lugar. Tudo isto me deixava frustrada e até zangada, porque eu nunca tinha sido do género de pessoa que ficava a remoer problemas durante muito tempo, por isso, como era possível agora estar a ter reacções que até então desconhecia em mim? Com qualquer problema, mais ou menos grave, se ficasse a pensar sobre isso durante 2 ou 3 dias já era muito. Havia sempre um dia em que eu acordava e simplesmente já não queria saber, já não ia perder mais tempo a pensar sobre algo que não me trazia nada de bom. Mas ali estava eu, a esperar mas sem esperança, pelo dia em que simplesmente acordasse e metesse tudo para trás das costas. Mas os meus pensamentos estavam ali encravados, não conseguia avançar, não conseguia sair desta espiral de negatividade.

Se nunca passaram por nada assim, tentem pensar num momento em que sentiram muito stress ou tristeza e, agora imaginem como seria só ter esse pensamento na vossa cabeça e essa sensação dentro de vocês. Imaginem o dia todo assim, desde o acordar ao deitar. Agora imaginem meses disto. Enquanto comiam, enquanto lavavam os dentes, enquanto viam tv, enquanto falavam com os vossos amigos, enquanto passeavam... SEMPRE. É algo muito difícil de conceber, eu mesma se lesse isto antes e me tentasse colocar nessa posição jamais ia ser capaz. Se calhar até ia achar uma parvoíce, nós é que mandamos na nossa cabeça, não é?
Mas não é assim tão linear.

É horrível viver desta forma. E passar por algo assim deixa-nos marcas. Eu durante a maior parte do tempo neguei que estava deprimida, mesmo depois da minha médica me ter feito o diagnóstico, achei que ela estava a ser exagerada. Ainda agora, muitas vezes, digo que era "só" ansiedade.
Mas, felizmente, estou muito melhor. Já me consigo abstrair bastante. mas lá está, tenho dias em que me sinto completamente em baixo e ansiosa de novo. Pode ser que um dia isto passe por completo ou se calhar vai-me calhar ter um dia ou outro assim. De qualquer das formas, sinto-me bem por estar a ultrapassar isto e sinto-me empenhada e focada para nunca mais cair num estado daqueles. A vida é demasiado curta e preciosa para perdermos tempo com stresses, sim, isto é um grande cliché e por consequência uma grande verdade também.

Se alguém estiver a passar por isto agora e está a ler este post, eu desejo muita força, agarrem-se ao que mais gostam e a tudo o que vos trouxer paz de espírito, lembrem-se que nada é para sempre e isto é só uma fase, além disso, se eu ultrapassei vocês também vão conseguir!
Keep your heart strong.

12 comentários:

OOTD | Don't let the world steal your sweetness

21:35 Suse 17 Comments


Estou de volta com mais um look, ultimamente têm sido só fotos por aqui, até parece mentira!
Usei esta roupa no Sábado, para sair, e aproveitei para tirar fotos porque tinha que vos mostrar esta camisa que a Ericdress me enviou. Adorei-a logo no site e tinha visto que as reviews das pessoas só reclamavam do facto de ser um bocado transparente. Eu nem liguei a isso já que maioria das roupas que se encontram à venda por aí não são tão opacas quanto eu gostaria. No entanto, só na rua é que notei que estava mesmo a ver-se tudo! Para a próxima volto a usar com um top básico por baixo, mas tirando isso gosto muito dela! Ando com uma paixão qualquer por estes tons de verde, só tenho comprado coisas desta cor nem sei bem porquê.

A encomenda demorou o normal destas lojas, para aí um mês penso eu, perdoem a minha memória péssima. Vou mostrar-vos as fotos, espero que gostem. Foram novamente tiradas pelo meu namorado que entretanto se tornou fotógrafo oficial do blog.

EN:

I'm back with another look, lately I've been posting only photos here and it's not usual!
I wore this outfit on Saturday to go out, and I decided to take pictures with it because I had to show you this cool blouse that Ericdress sent me. I loved it right on the site and I saw reviews of other about it and people were complaining about the fact that the shirt is a bit see-through. I didn't care about it because most of the clothes that are on stores out there are not as opaque as I would like them to be, so that was fine for me. However, only on the street I noticed that you can really see my bra! For the next time I'll wear it with a basic top underneath or even a bralet may look cool, but otherwise I really like it!

The order took the usual time, maybe around a month I guess. I will show you the pictures now, I hope you guys like them. They were again taken by my boyfriend who just became my official blog photographer.














Blouse- HERE

17 comentários: