Coisas que só acontecem a mim #2

10:30 Melissa 26 Comments

Depois da vossa enorme curiosidade - mórbida ? - em saber mais miséria sobre minha pessoa cá estou eu novamente.
Além de me humilhar publicamente também dou por mim metida em situações peculiares e atraio pessoas estranhas, sendo o relato de hoje sobre uma dessas situações.
Podem ver o primeiro post desta rubrica AQUI.

Há uns anos compareci a um festival de metal de carácter duvidoso. As minhas expectativas não eram grandes, mas mesmo assim - mesmo assim! - fui surpreendida.
Local: CAVE de uma sede de terriola, toda ela - tecto incluído - de dimensões bastante reduzidas.

Banda 1

Aquilo começou logo com os padrões elevadíssimos. 
A vocalista tinha-se claramente maquilhado às escuras. E vestido também.
Mas o pior era a voz! A voz era completamente intolerável, monocórdica, estridente e não se percebia um pum!
A meio vim a rua porque estava a sangrar dos ouvidos.


Banda 2

Banda espanhola.
O espanhol vocalista, mais bêbado que uma pipa, não cantava sequer, limitando-se a andar de um lado para o outro do palco, ao mesmo tempo que os restantes membros da banda lhe mandavam lasers com os olhos.
Mas como o espanhol vocalista era uma estrela, a meio da sua dança exótica arranca o cabo do microfone, tropeçando de seguida nele, estatelando-se no chão e ficando para lá a patinar até parte do público ir em seu auxílio.
Acaba-se o concerto, e onde é que o espanhol vocalista se decide sentar? Ao meu lado, claro!
O cheiro a vinho era divinal, e depois começou para lá a murmurar umas coisas imperceptíveis, até que o resto da banda reparou e foi lá acabar com o meu suplício.
Foram todos para a rua onde o baixista se passa e dá alte supapo na testa do espanhol vocalista e este cai tal carapau seco ao chão.
Acho que assisti ao fim de uma banda.


Banda 3

A melhor.
A informação inicial é a de que o vocalista francês havia estado preso por tráfico de armas.
Promissor!
Não tinham baterista.

Mais promissor ainda!
O concerto inicia-se e reparo, que de cada lado do palco, espetadas em paus estão nada mais nada menos que...DUAS...CABEÇAS...DE PORCO!
A música era tão boa que entretanto resolvi ir para a rua. Nisto chega um colega meu e diz o seguinte:
'Eish não se pode estar lá em baixo. O vocalista deitou sangue de porco em cima dele e é um cheiro a podre que não se pode.'

E foi isto.

You Might Also Like

26 comentários:

  1. ahahaha, que cena!!!
    Super estranho, só a ti mesmo :D
    beijinho grande ♥

    http://naervilhadapolly.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Ahahah. Coitadinha! Deve ter sido bem traumático xD

    ResponderEliminar
  3. ahahah o que me ri!
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. essa terceira banda é assim um quanto assustadora. :| festivais desses não ocorrem todos os dias, pensa na sorte que tiveste. :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, foi uma oportunidade única!
      Eventos assim só acontecem uma vez na vida.

      Eliminar
  5. fónix! que experiencia traumática credo LOL xD
    Beijinhos*
    Blog | Youtube | FB

    ResponderEliminar
  6. resp. Como eu te compreendo perfeitamente **
    há dias que chego à cama e adormeço logo outros viro e viro e pronto e continuo a virar xD

    http://annydajuba.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Greay post and amazing blog!


    Anyway, maybe you want to follow each other on the following accounts? If you do follow me please let me know so I can follow you back asap. Thanks in advance!

    Facebook, Bloglovin and Instagram @kennydaily



    xoxo;
    What Kenny Hearts a Lifestyle Blog

    ResponderEliminar
  8. Ahahaha, tirando a ultima parte que foi completamente nojenta diria que foste ao circo sem pagar bilhete!
    millions-of-diamonds.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem pagar bilhete não, que tive de pagar para assistir aquilo, mas sempre foi mais barato que o bilhete do circo ahah

      Eliminar
  9. Ahahahah ai que nojoooo. Dava para fazer um arroz de sarrabulho xD

    ResponderEliminar
  10. Hahaha... isso era suposto ser um "festival" ou um filme de terror?

    Credo, há coisas que nos acontecem que parece que são para os "apanhados" :p

    Bêzuh *

    Mia * * *

    ResponderEliminar
  11. Aiii meu deuuus! Não podia ter corrido pior realmente! Ou seja esse festival não valeu um pum xD
    Ainda bem que saiste antes de levar com sangue de porco que nojooo bah!
    Quero é ler mais disto ahah
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Ahahah ri-me bastante! Já fui assim a concertos duvidosos mas nada como isso :p

    http://venus-fleurs.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. ai que horror loool deu para rir, mas que situação!

    ResponderEliminar
  14. AHAHAHAH! porque é que eu, logo pela introdução, percebi que este post era teu, Mel?
    ainda soltei umas boas gargalhadas, principalmente com a última parte do terceiro concerto xD
    sublime!

    beijinhos *
    eighteen and a life

    ResponderEliminar
  15. cenas de metal, Mel, estou cada vez mais fã tua! opá história linda de morrer, e a maneira como contas, parece que tou numa mesa de café contigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you ^^
      E sim, tento escrever estes episódios da mesma forma que os conto ao vivo ;)

      Eliminar
  16. Nada como um bom espectáculo de pseudo metal contemporâneo na cave da terra...já tive disso e não me enganam mais. Pena ter perdido a matança do porco no meu

    ResponderEliminar
  17. Adoro a tua escrita, fartei-me de rir!
    Obrigada pelo elogio :P
    Estou a seguir de volta!

    Beijinho
    Espelho da Isabel

    ResponderEliminar